Respiração - Será que sabe respirar?

Quantas vezes pára e tem consciência da sua respiração? Quantas vezes deixa de respirar de forma automática para passar a controlar a respiração por uns momentos? Uma das formas de nos fixarmos no “aqui e agora”, de conseguirmos deixar de viver o passado e o futuro, para viver o presente, ou seja, parar de viver o que não temos para passar a viver o que temos, é respirar,
conscientemente. Não é que tenhamos que ter um controlo constante da nossa respiração, mas sim ter, em algum momento do dia, uma consciência deste acto. Controlarmos a nossa própria respiração, e assim, permitirmo-nos “voltar a nós”, é um passo para podermos controlar outras áreas da nossa vida. 

É estimado que 1/3 da população mundial, não respire de forma adequada. Isto prejudica a nossa saúde. A respiração é uma ferramenta muito poderosa que temos em nós, que nos permite chegar facilmente a um estado parassimpático, um estado de relaxamento. Esta é a melhor forma de aceder à consciência corporal. Em casos de ansiedade, a respiração tem tendência a ser
ineficaz e mais acelerada. Através de exercícios respiratórios, tentamos reeducar os nossos padrões de respiração e conseguimos assim desacelerar. Entrar num estado de calma e de cura.

Exercício
Observe a sua respiração. 

Deite-se num espaço confortável. Coloque uma mão na barriga e outra no peito. Sinta a mão que está na barriga a subir e a descer durante a respiração. Tente inspirar pelo nariz e expirar pela boca, mas não se prenda nesta indicação se isso não for
confortável para si. Faça várias respirações profundas e controladas, e depois disso, fique só a observar a sua respiração, sem qualquer controlo mas com toda a consciência. Sinta as sensações corporais durante a sua respiração. Foque-se única e exclusivamente na sua respiração, e sempre que a sua mente fugir para outro lado, observe esse pensamento e liberte-o novo, focando-se novamente na respiração. Aos poucos, deixe que o ar que inspira viaje mais para a zona da barriga. Invista, pelo menos, 10 minutos neste exercício. Invista em si. 

Curiosidade
Ao regularmos a nossa respiração, criamos uma ligação muito consciente entre respiração e mente. Desta forma, conseguimos trabalhar melhor os nossos padrões de pensamento.

Carolina Trindade, Psicóloga clínica

« voltar